[RESENHA] Se eu ficar – Gayle Forman

If-I-Stay-Movie-Poster

Mia é uma adolescente comum para a sua idade, ela não é a mais popular da escola, tem uma melhor amiga e se sente deslocada a maior parte do tempo, inclusive dentro de sua própria casa. Criada em uma família de rockeiros, onde até seu irmão mais novo tem cabelos e olhos claros, ela se sente diferente por ter os olhos escuros e por preferir música clássica ao rock e ainda tem seu namorado, que é integrante de uma banda de pop rock e é popular, o que faz Mia sentir-se ainda mais perdida.

O livro conta a estória dessa menina comum, que vive em uma família que apesar dos problemas é feliz. Em uma manhã de neve, a família sai para passear, para visitar amigos da família, quando um terrível acidente acontece. Mia vê todo o acidente acontecer lentamente e depois vê sua família sendo removida. Quando ela vê, seu próprio corpo sendo levado por hospital, aí sim ela se dá conta de que algo deu muito errado. Em coma induzido, Mia passa as horas tentando entender o que aconteceu. Ela só ainda não sabe que precisa tomar uma grande decisão.

Se eu ficar, fez o maior sucesso no mundo inteiro por causa também do lançamento do filme, que estreou mês passado aqui no Brasil. Eu confesso que fiquei interessada na leitura, depois que vi o trailer. Eu li o livro em um dia e fiquei incrivelmente sensível à estória de Mia. O livro foi muito bem escrito em primeira pessoa e os capítulos são contados como horas.

O que mais me chamou atenção no livro, foi como a autora conseguiu não perder o foco. Em muitos livros que já li, um drama único, vira uma grande tragédia grega, mas neste a autora conseguiu nos prender no único drama que ela queria o acidente da família de Mia.

No livro Mia tem uma vida bem comum, vai pra escola, para o acampamento de música, namora. Ela tem um relacionamento muito simples e bonito com todo mundo e isso também me chamou atenção, o fato da autora deixar bem claro que tragédias não acontecem só em famílias ricas ou pobres, acontecem também em famílias normais, que tomam café todos os dias juntos, que pensam diariamente um no outro, que fazem de tudo para a vida do outro ser mais feliz e acho que isso é o que torna o livro mais doloroso, pensar que poderia ser a sua família a passar por aquela situação.

A vida é tão frágil e tudo pode mudar em uma fração de segundos, por isso é importante valorizar quem se ama, quem se deseja por perto, cada segundo é uma benção. Eu li este livro em um dia e no final das últimas páginas eu não estava mais conseguindo raciocinar de tantas lágrimas que caíam… Quando virei a última página eu fechei o livro e chorei pra valer, como não chorava tinha tanto tempo. Porque eu perdi pessoas especiais esse ano e essas perdas e o livro me fizeram perceber que não quero perder mais nenhum momento da vida que a vida é muito bonita para ser esquecida.

Se eu ficar, mostra como é difícil fazer escolhas quando tudo parece perdido, mas que há momentos na vida que não podem ser jogados fora. Não se pode deixar a tristeza, a depressão vencer. O livro nos mostra que a força do amor seja ela de namorado, de amigo ou de família ajuda a superar qualquer perda, qualquer dor.

“É isso mesmo, não é?

É assim que fazemos para lidar com a perda. Porque o amor nunca morre. Nunca vai embora, nunca some, enquanto você segurá-lo”

Skoob: Se eu ficar – Gayle Forman

Texto: Camila Leite

Anúncios

4 comentários sobre “[RESENHA] Se eu ficar – Gayle Forman

  1. Não conhecia o livro, sério mas esse mês passado vi varias pessoas postando fotos do livro e tál e fiquei curiosa, nunca tinha procurado uma resenha pra ver se era realmente bom e resolvi ler a sua , sério o livro parece ser muito bom, tipo daqueles que quando acaba você fica meio “Oq eu faço agora da minha vida…” -rissos- , nem sabia que tinha o filme [desatualizada] e com certeza estará na minha próxima compra de livros ! Enfim seu blog é lindo e adorei a forma como escreve beijos ❤

    (http://fatosdeummundo.blogspot.com.br/)

    Curtir

    • Juh, é realmente desse modelo. O livro acaba e você ficando tentando entender se sua vida acabou junto! Eu desatei a chorar no ônibus e ninguém entendeu nada. Cheguei na festa que eu estava indo de cara inchada. Mas eu gosto dessas experiências que nos sugam ao máximo. Fazia tempos que não chorava tanto com um livro.

      Beijos,
      Camila Leite

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s